Contador de visitas

terça-feira, 22 de agosto de 2017

Jucá defende votação da mudança da meta fiscal até o fim de agosto

Líder do governo no Senado
  •  
O projeto de lei que eleva para R$ 159 bilhões as metas fiscais, foi enviado pelo governo ao Congresso.
O líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR).
O líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR). - Foto: Reprodução
BRASÍLIA - O líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), defendeu, nesta segunda-feira (21), que a proposta de revisão da meta fiscal de 2017 e 2018 seja votada pelo Congresso até o final de agosto. O projeto de lei que eleva para R$ 159 bilhões as metas fiscais para 2017 e 2018, foi enviado pelo governo ao Congresso na última quinta-feira (17).
“Queremos votar a meta até o final do mês. O governo precisa destravar os ministérios, precisamos ter uma condição de liberar os gastos públicos, investimento em setores estratégico e, portanto, importante que a meta seja votada para depois se ter o gasto”, disse Jucá antes de reunião no Palácio do Planalto.
Para acelerar a votação da nova meta fiscal na Comissão Mista do Orçamento, Jucá disse que está negociando com o Planalto a edição de um projeto de lei que reestabeleça alguns pontos da Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2018 vetados pelo governo.
“Está sendo feita uma negociação. Alguns vetos a Comissão do Orçamento reclamou, e com razão. Acho que foi preciosismo vetar alguns pontos e, portanto, está sendo renegociado que o governo mande um PL reinserindo alguns vetos que foram colocados para a LDO de 2018”, disse o líder do governo no Senado.
Na semana passada, o governo divulgou o aumento da meta de déficit fiscal do Governo Central (Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central) para R$ 159 bilhões este ano e para 2018. A alteração das metas na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) precisa ser aprovada pelo Congresso Nacional.
Originalmente, a meta de déficit estava fixada em R$ 139 bilhões para este ano e em R$ 129 bilhões para 2018. No entanto, a arrecadação ainda em queda, e uma série de frustrações de receitas dificultam o cumprimento da meta original.

Brasil goleia Estados Unidos por 5 a 0 na Universíade

Futebol masculino
  •  
A vitória nessa segunda ocorreu depois da derrota para a Rússia
Brasil goleia Estados Unidos por 5 a 0 na Universíade
SÃO PAULO - O Brasil goleou os Estados Unidos por cinco a zero no futebol masculino, em seu segundo jogo na Universíade de Taipei. A vitória na noite dessa segunda-feira (21) ocorreu depois da derrota de 3x2 para a Rússia no primeiro jogo, e ajuda a seleção na busca pela classificação para a segunda fase. Marcado para as 19h30 do horário local, o jogo começou às 8h30 da manhã no horário do Brasil.
A partida foi disputada no Chang Gung University Stadium, valendo pela fase classificatória do campeonato. No mesmo grupo do Brasil está também a Itália, próxima adversária da seleção brasileira, no dia 23.
Brasil x EUA
O primeiro gol contra os Estados Unidos foi marcado dois minutos depois do início da partida, pelo meio campista João Jair Lopes. Daniel de Pauli, Samuel Gomes, João Victor Paranaguá e Tiago Rodrigues dos Reis ampliaram o placar.
A posse de bola na partida foi equilibrada, com 55% para o Brasil e 45% para os norte-americanos. A seleção brasileira fez mais faltas, mas recebeu apenas um cartão amarelo, que foi de Samuel Gomes. Os americanos receberam dois.
Quadro de medalhas
O Brasil está em 16º lugar no quadro de medalhas, com um ouro e um bronze no judô, e um bronze na natação. O ranking é dominado pelas Coreias do Sul e do Norte, com nove e cinco ouros, respectivamente. A delegação anfitriã de Taipei Chinesa está em terceiro, com quatro ouros.
A Universíade de 2017 reúne em Taipei atletas universitários de 21 modalidades, e o Brasil está representado em 14 delas. Na delegação brasileira estão 19 atletas que representaram o país nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, entre eles o lutador de taekwondo Maicon Andrade, que conquistou o bronze olímpico.

Governo quer reduzir participação da União na Eletrobras

Os problemas da Eletrobras decorrem de ineficiências acumuladas nos últimos 15 anos.
 A proposta será levada ao Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI).
A proposta será levada ao Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI). - Foto: Divulgação
O Ministério de Minas e Energia informou hoje (21) que vai propor a redução da participação da União no capital da Eletrobras, com sua consequente democratização na Bolsa de Valores, a exemplo do que já foi feito com a Embraer e a Vale. Segundo a pasta, a medida vai dar mais competitividade e agilidade à empresa para gerir suas operações, sem as amarras impostas às estatais.
“Esse movimento permitirá à Eletrobras implementar os requisitos de governança corporativa exigidos no novo mercado, equiparando todos os acionistas – públicos e privados – com total transparência em sua gestão”, disse o ministério.
Segundo o MME, a decisão foi adotada após profundo diagnóstico sobre o processo em curso de recuperação da empresa. “Não há espaço para elevação de tarifas nem para aumento de encargos setoriais. Não é mais possível transferir os problemas para a população. A saída está em buscar recursos no mercado de capitais atraindo novos investidores e novos sócios”. A proposta será levada ao Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI).
O governo permanecerá como acionista, recebendo dividendos ao longo do tempo, e a União manterá poder de veto na administração da companhia, garantindo que decisões estratégicas no setor sejam preservadas.
Na avaliação do Ministério de Minas e Energia, os problemas da Eletrobras decorrem de ineficiências acumuladas nos últimos 15 anos, que "impactaram a sociedade em cerca de um quarto de trilhão de reais, concorrendo pelo uso de recursos públicos que poderiam ser investidos em segurança, educação e saúde".
Em fato relevante ao mercado, a Eletrobras esclareceu que a efetivação da operação depende de autorizações governamentais, avaliação das autorizações legais e regulatórias que serão necessárias, avaliação do modelo a ser adotado e observância dos procedimentos específicos, por ser tratar de sociedade de economia mista, de capital aberto, A empresa garantiu que irá manter o mercado informado sobre o assunto.


Hoje é o último dia para fazer a inscrição em cursos do Pronatec

Ainda dá tempo
  •  
No total, são ofertadas 570 vagas de cursos de qualificação profissional.
Hoje é o último dia para fazer a inscrição em cursos do Pronatec
Foto: Reprodução
BRASÍLIA - O prazo de inscrição para mais de 500 mil vagas do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) – Oferta Voluntária termina hoje (22). Anteriormente previsto para ser encerrado em 18 de agosto, o prazo foi ampliado para garantir oportunidade aos que não puderam se inscrever em tempo hábil.
As oportunidades são gratuitas e os cursos, de formação inicial e continuada e cursos técnicos, serão realizados tanto em modo presencial quanto a distância. As inscrições devem ser feitas pela internet, na página do Sistema Nacional de Informações da Educação Profissional e Tecnológica.
No total, 570 vagas são para cursos de qualificação profissional, sendo 190 presenciais. Outras 1.412 destinam-se a cursos técnicos, todos presenciais. Os cursos terão duração mínima de 160 horas, sendo oferecidos por instituições privadas de educação profissional e tecnológica, de forma voluntária. As aulas terão início no dia 28 de agosto.

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Sampaio Corrêa confirma classificação matemática para as Quartas de finais

De volta à Série B
  •  
O Tricolor é primeiro do grupo com 28 pontos, sete a mais que o Remo.
Sampaio Corrêa confirma classificação matemática para as Quartas de finais
Foto: De Jesus/O Estado MA
SÃO LUÍS – Com os resultados finais da rodada do Grupo A da Série C do Campeonato Brasileiro, o Sampaio Corrêa confirmou sua vaga na fase de quartas de finais da competição com três rodadas de antecedência.
O Tricolor é primeiro do grupo com 28 pontos, sete a mais que o Remo quarto colocado e a oito do Salgueiro, com 20 pontos, e está na quinta posição. Os dois times ainda tem um confronto direto na competição. Com nove pontos em disputa, um deles não alcançar o Sampaio e isso garante a classificação aos maranhense. Os dois times não conseguirão chegar aos nove e pontos juntos.
Outro que poderia ameaçar a classificação do Sampaio é o Cuiabá, o time mato-grossense pode chegar aos mesmo vinte e oito pontos do Tricolor, mas perderia em número de vitórias. Com a classificação garantida, o Bolivão luta agora para terminar na ponta da tabela. Uma vitória na próxima rodada e um tropeço do Fortaleza já dá no mínimo ao Sampaio a segunda colocação.
A Bolívia Querida enfrenta na próxima rodada o Salgueiro, no Estádio Cornélio de Barros, na cidade Pernambucana de Salgueiro, em Pernambuco. A partida está prevista para iniciar às 20h.

PIB cai 0,24% no segundo trimestre, diz pesquisa da FGV

Economia
  •  
No primeiro trimestre, o PIB tinha registrado alta de 0,99%.
O PIB recuou 0,24% no segundo trimestre.
O PIB recuou 0,24% no segundo trimestre. - Foto: Reprodução
BRASÍLIA - O Produto Interno Bruto (PIB, a soma de todos os bens e serviços produzidos no país), recuou 0,24% no segundo trimestre deste ano na comparação com o primeiro trimestre. A informação é do Monitor do PIB, divulgado hoje (21), no Rio de Janeiro, pela Fundação Getulio Vargas (FGV).
Segundo a pesquisa, no primeiro trimestre, o PIB tinha registrado alta de 0,99%. Na comparação com o segundo trimestre de 2016, o recuo foi ainda maior: 0,30%. O principal destaque negativo neste tipo de comparação foi a queda de 1,8% da indústria, influenciada pela redução de 7,4% do setor da construção.
Sob a ótica da demanda, os investimentos tiveram um recuo de 5,1%. Por outro lado, o consumo das famílias avançou 0,6%, depois de nove trimestres consecutivos de queda. O resultado positivo foi influenciado pelos consumos de bens duráveis (3,8%), semiduráveis (7,3%) e não duráveis (0,5%).
Analisando-se apenas o mês de junho, o PIB cresceu 2,65% na comparação com maio, depois de uma queda de 5,79% na passagem de abril para maio.

Inscrições para cursos técnicos gratuitos do Pronatec vão até amanhã Agência Brasil

Educação
  •  
Podem se candidatar todos os cidadãos brasileiros com mais de 15 anos.
As inscrições devem ser feitas pela internet, na página do Sistec.
As inscrições devem ser feitas pela internet, na página do Sistec. - Foto: Reprodução
BRASIL - Termina amanhã (22) o novo prazo para inscrição no Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) – Oferta Voluntária. As inscrições devem ser feitas pela internet, na página do Sistema Nacional de Informações da Educação Profissional e Tecnológica.
São oferecidas mais de 500 mil vagas gratuitas, tanto presenciais quanto a distância, em cursos de formação inicial e continuada e cursos técnicos. Podem se candidatar todos os cidadãos brasileiros com mais de 15 anos.
Os cursos, com duração mínima de 160 horas, são oferecidos por instituições privadas de educação profissional e tecnológica, de forma voluntária, e englobam as mais diversas áreas, tanto administrativas como operacionais.
Após efetivar a inscrição online, o candidato deverá validar a matrícula entre os dias 28 de agosto e 22 de setembro, no site da instituição que ofertará o seu curso. As aulas terão início a partir de 28 de agosto.